Hiperplasia Prostática Benigna

O aumento do tamanho da próstata costuma causar desconforto e preocupação para os homens, mas, na maioria dos casos, não está relacionada com o câncer. O crescimento dessa glândula ocorre por um processo natural do envelhecimento masculino, conhecido como Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) ou próstata grande, um tumor não-canceroso que atinge cerca de 40% dos homens na faixa etária entre 60 e 70 anos, segundo a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU).

A HPB pode trazer muitas complicações e afetar diretamente a qualidade de vida do homem, tendo como principais sintomas a redução do jato urinário, ardor ao urinar, incontinência durante o sono, sensação de bexiga sempre cheia e retenção urinária, dentre outros. Por isso, apesar de não ser um tumor maligno, a doença deve ser tratada.

 A Hiperplasia Prostática Benigna é diagnosticada através de exames de toque retal, PSA, sumário de urina, ultrassonografia, urofluxometria ou estudo urodinâmico. Os casos mais simples podem ser tratados com medicamentos, mas em 30% deles há indicação cirúrgica. O diagnóstico precoce da HPB é fundamental para um tratamento bem-sucedido da doença, como uso de medicamentos, pois algumas terapias podem reduzir a necessidade de realização de cirurgia, como o HOLEP ou REZUM. Por isso, é imprescindível que homens, a partir dos 45 anos, que sintam alguns desses sintomas, procurem um urologista com o objetivo de diagnosticar a doença precocemente.

Deseja marcar uma consulta?

Locais de atendimento

Conheça todas as nossas atuações:

;

Andrologia

;

Cálculo Renal

;

Disfunção Erétil

;

Endoscopia Urológica

;

Uro-oncologia

;

Uroginecologia

;

Urologia Geral